Adolescentes criam camisinha que muda de cor ao detectar DST

Publicado em 25/06/2015 às 23h11

 

Nem com sabor, nem com efeito hot ice. Imagine um preservativo inteligente que te avisa se o seu parceiro estiver com alguma IST (Infecções Sexualmente Transmissível)? — IST é o novo termo adotado pelo Ministério da Saúde para as antes chamadas de DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis) –.  A ideia pode parecer um pouco assustadora, mas é real. Estudantes do Reino Unido desenvolveram um preservativo que muda de cor quando entra em contato com alguma dessas infecções.

Com ele, a notícia viria completa na hora H: o preservativo consegue identificar até qual IST a pessoa é portadora. Por enquanto, ele é capaz de dar quatro diagnósticos: fica verde se a doença for Clamídia, amarelo para Herpes, roxo na presença de HPV (Papilomavírus Humano) e azul se for sífilis. Parece mágica, mas o mecanismo é simples: as moléculas da borracha mudam para cores diferentes dependendo de qual vírus, ou bactéria, o material entra em contato.

O projeto foi apresentado no Teen Tech awards (evento que funciona desde 2008 e tem como objetivo incentivar a tecnologia e ciência nas escolas) e venceu em primeiro lugar na categoria Saúde. Em entrevista ao Dailymail um dos estudantes e inventores do preservativo inteligente, Daanyaal Ali, 14, afirmou que gostaria que a invenção tornasse as pessoas mais conscientes e dispostas a procurar tratamentos.

Apesar de ser só um projeto, se lançada no Brasil, poderia ajudar a alertar a população. Uma pesquisa do Ministério da Saúde, realizada em fevereiro de 2013, mostrou que 4 em cada dez brasileiros não haviam usado preservativo nas relações sexuais casuais do último ano.Talvez esse novo mecanismo possa estimular as pessoas a se interessarem mais em se proteger durante o ato sexual.

Com informações do Dailymail

Enviar comentário

voltar para Notícias

|||bnull||image-wrap|login news c05|c05|c05|login news c05|c05|c05|content-inner||