Homem-Aranha: vilão que fugia da polícia morre ao cair de prédio

Publicado em 06/06/2015 às 14h27

 

Depois de tentar assaltar e arrombar algumas casas e apartamentos, Igor Dantas Castro, conhecido como 'homem aranha', morreu no final da manhã desta quinta-feira, 4, após de cair do sétimo andar do edifício Itajahy, que fica em frente ao banco Bradesco do bairro da Graça. O acidente ocorreu dias após ele fugir da prisão.

Ainda pela manhã, Igor tentou arrombar uma casa na rua da Esperança, no mesmo bairro, mas foi surpreendido pelos donos e tentou fugir da polícia, que já havia sido acionada. Já na rua Euclides da Cunha, ele pulou da garagem do edifício Ouro Branco para o outro conjunto de prédios. Daí, subiu até o décimo andar, quebrou o vidro de uma área comum e desceu até o nono andar pelas escadas.

O rapaz, que tinha cerca de 20 anos, segundo familiares que não souberam especificar sua idade, fez reféns uma senhora e sua cuidadora, tomou banho e depois foi ao sétimo andar. Para fugir da polícia, que já havia chegado ao local, Igor tentou sair novamente pela janela, mas dessa vez suas habilidades (que lhe renderam o apelido) não funcionaram. Ele caiu e morreu.

Segundo moradores, houve muitos tiros disparados pelos policiais. O rapaz era conhecido como um ladrão habitual da Graça, bairro próximo local em que morava com a família, perto do Morro do Gavazza, Barra.

Relato

"Ele tentou assaltar uma senhora há muito tempo, mas acabou desistindo. Ela deu até conselhos para ele sair dessa vida. Nunca soube de violência da parte dele, só de arrombamentos e assaltos, disse uma moradora de prenome Ana.

Ao saber do ocorrido, a avó de Igor, Ana Lúcia, foi imediatamente para o  local. Desesperada,  contou que o neto viva com a mãe e seis irmãos e que não era violento, mas usuário de drogas. "Ele se envolveu com crack, roubava para usar as drogas. Avisamos a ele que isso ia acontecer".

Ex-governador foi vítima

Igor foi preso em 2013 suspeito de tentar roubar o apartamento do ex-governado da Bahia Lomanto Júnior ,situado no sexto andar do Palazzo Roma, no Canela.

Na época, o 'Aranha' contou que só usava as mãos os braços para escalar os prédios e ainda contou que roubava só dos ricos. O delegado responsável pela prisão relatou que já sabia quando Igor estava solto, pois o número de arrombamentos pulava de três por semana para três por dia.

ASSISTA ABAIXO. ATENÇÃO: IMAGENS FORTES

 

Com informações da UOL

Enviar comentário

voltar para Notícias

|||bnull||image-wrap|login news c05|c05|c05|login news c05|c05|c05|content-inner||